MAL quer “Ajudar Profissionais de Saúde”

A Mocidade Alegre de Landim associa-se à iniciativa “Ajudar Profissionais de Saúde” e solicita a colaboração de toda a população.

“Ajudar Profissionais de Saúde” é uma iniciativa do Agrupamento de Escuteiros nº 245 de Vilarinho (Santo Tirso), de profissionais de saúde, entre outros voluntários, a que se associou a Mocidade Alegre de Landim.

O objetivo passa pela angariação de fundos e material para que sejam adquiridas máscaras cirúrgicas, máscaras FFP2/N95 ou FFP3/N99, viseiras, perneiras, cogulas, manguitos, álcool gel, batas, fatos, tecido TNT impermeável, tecido TNT replente fluido entre outros. Todo o material arrecadado será distribuído por hospitais, centros de saúde, lares, unidade de cuidados continuados e corporações de bombeiros.

Toda a população pode ajudar através de donativos pelo MBWAY 919358720, através do NIB: 001000003941897000197 ou no crowdfunding criado para o efeito em www.gofundme.com/f/ajudarprofissionaidesa-de .

Mais informações nas redes sociais da iniciativa em www.facebook.com/Ajudar-Profissionais-de-Sa%C3%BAde-102203341438276 ou www.instagram.com/ajudarprofissionaisdesaude, contactando a direção do MAL em www.facebook.com/mal.landim ou através do e-mail [email protected]

Liga de Clubes tem plano para fechar campeonato até julho

A Liga de Clubes apresentou, esta quinta-feira, o seu plano para finalizar os campeonatos até ao final de julho.

A previsão passa por retomar as provas no final de maio e terminar no último fim de semana de julho. Deste modo, a final da Taça de Portugal tem como datas possíveis 25 e 26 de julho.

Esta é, ainda, uma hipótese sempre dependente da evolução da pandemia do coronavírus.

Ainda segundo o cenário traçado pela Liga, as jornadas (faltam 10) teriam lugar todos os fins de semana até 18/19 de julho, estando previstas duas jornadas a meio da semana (10 de maio e 1 de julho).

Recorde-se que na 1.ª Liga estão disputadas 24 jornadas, sendo líder o FC Porto, com 60 pontos. Já o FC Famalicão, na sétima posição com 37 pontos, é um dos candidatos a um lugar na Liga Europa.

Equipas da 1.ª Liga podem regressar aos treinos ainda durante o estado de emergência

Pedro Proença, presidente da Liga de Clubes, pondera a possibilidade do regresso aos treinos das equipas da 1.ª Ligas ainda durante o estado de emergência – em vigor até 17 de abril. Uma possibilidade que carece, no entanto, de autorização do Governo, avança a imprensa desportiva.

A ideia passa por uma preparação mínima de 30 dias para que os jogos possam voltar a ser disputados, sendo que a previsão, nesta altura, para o regresso da 1.ª Liga é para o último fim de semana de maio.

Recorde-se que até 3 de agosto têm que ser enviados para a UEFA o nome dos clubes que vão disputar as competições europeias. O FC Famalicão, no sétimo lugar, é um dos clubes que pode integrar a lista de “nomeados”.

Portugal mantém por mais 15 dias o estado de emergência à pandemia covid-19

Neste período, até 17 de abril, está limitada a circulação de pessoas, sendo proibidas deslocações para fora do concelho de residência no período da Páscoa, entre as 0:00 do dia 09 até 13 de abril, salvo por motivos de saúde ou por outros motivos de urgência imperiosa.

Além desta medida, está proibido o ajuntamento de mais do que cinco pessoas, exceto pessoas com laços familiares.

O tráfego de passageiros em todos os aeroportos está encerrado entre os dias 9 e 13 deste mês, exceção aos voos de Estado, de carga ou humanitários.

O convívio familiar na Páscoa é a principal preocupação do Governo e do Presidente da República que, na declaração ao país, pediu aos emigrantes que adiem a vinda a Portugal.

As regras decretadas no primeiro período de estado de emergência mantêm-se, entre as quais o dever de recolhimento domiciliário, saindo apenas para situações estritamente necessárias.

Ainda ao abrigo da renovação do estado de emergência, o Governo decidiu prorrogar, até 30 de abril, os prazos para operações de limpeza da floresta e isentar de taxas moderadoras os doentes infetados com o novo coronavírus.

O Governo anunciou, também, o reforço dos meios e poderes da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) para agir perante o despedimento ilegal.

Para apreciação da Assembleia da República segue a proposta para o perdão parcial de penas até dois anos para crimes menos graves e a agilização dos indultos presidenciais. Uma medida para evitar a propagação da pandemia de covid-19 nas prisões. O perdão de pena está sujeito a uma condição de respeito pelo confinamento domiciliário e pela ausência de prática de qualquer tipo de ato criminal.

Este diploma do Governo vai também, prever que as licenças precárias, que atualmente podem ser concedidas por um período máximo de três dias – e de três em três meses – possam agora ser concedidas por um período de 45 dias.

 

Covid-19: PSP e GNR juntas em patrulhamento

A Guarda Nacional Republicana e a Polícia de Segurança Pública iniciam, a partir desta sexta-feira, e até ao próximo dia 8 de abril, quarta-feira, operações conjuntas de intensificação do patrulhamento, ações de sensibilização e fiscalização, em todo o Território Nacional.

O objetivo é apoiar a população e garantir o cumprimento das normas do Estado de Emergência.

Junta de Castelões coloca flores no cemitério

Na impossibilidade dos cidadãos de Castelões venerarem as sepulturas dos seus familiares, a Junta de Freguesia vai proceder à limpeza de todas as campas, retirando as flores secas e velas usados, e colocará, semanalmente, um arranjo floral e velas no centro do cemitério, em honra e memória de todos os que estão ali sepultados.

Uma decisão do executivo liderado por Francisco Sá, como resposta à emergência nacional que levou ao encerramento do cemitério.

Most Popular Topics

Editor Picks