PS sugere medidas adicionais ao plano da Câmara Municipal

Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Famalicão, apresentou esta terça-feira um conjunto de medidas que vai implementar no âmbito da epidemia do Covid-19. O PS diz-se, em comunicado, disponível para as apoiar caso o executivo as entenda submeter a votação.

Os socialistas recordam que já na reunião de Câmara de 19 de março, apresentaram «propostas concretas» e ficariam «agradados» se as mesmas fossem aceites pelo Município, «como é o caso da redução da tarifa da água».

O PS defende a rápida implementação de uma bolsa de voluntariado de apoio aos seniores que vivem isolados, aos cidadãos com necessidades especiais e às famílias e instituições de acolhimento de crianças, jovens e idosos que se encontram com falta de pessoal.

Outra medida está relacionada com as refeições dos profissionais da “linha da frente”, propondo que o Município estabeleça contactos e parcerias com os restaurantes locais para que os mesmos forneçam as refeições necessárias aos vários profissionais, naquilo que também é uma medida de estímulo à economia local.

FC Famalicão enaltece “Os nossos heróis”

O FC Famalicão anunciou, na tarde desta quarta-feira, uma nova iniciativa que visa enaltecer o trabalho dos sócios e simpatizantes do clube que se encontram na linha da frente, nas mais diversas áreas, para combater a pandemia Covid-19.

O presidente da SAD, Miguel Ribeiro, realça que o apoio destes homens e mulheres foi sempre muito importante em dias de jogo, mas agora «cabe-nos retribuir esse apoio neste período tão delicado, durante o qual será necessário unir esforços para que todos saiamos vencedores».

Estes sócios serão valorizados nas plataformas de comunicação do clube até que este flagelo seja ultrapassado. O herói da primeira edição da iniciativa é Pedro Araújo, supervisor distribuição dos CTT.

Cultura vai a casa dos famalicenses

O “Há Cultura” vai ao encontro dos famalicenses. O projeto de programação e criação cultural descentralizada promovido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão criou uma agenda online para que a cultura continue a chegar a todos.

As transmissões decorrem às quartas, entre as 10h00 e as 11h00, para crianças e seniores; às sextas e sábados à noite, às 21h30, para jovens e adultos, e ao domingo à tarde, entre as 16h30 e as 17h00, para toda a família.

Os momentos culturais serão transmitidos na página oficial de Facebook do programa Famalicão Comunitário, em www.facebook.com/famalicaocomunitario, e serão depois partilhados na conta de Instagram do “Há Cultura” (@ha_cultura).

A iniciativa arrancou esta quarta-feira com um apontamento de humor e magia; sexta e sábado há já dois concertos com dois artistas famalicenses: Pedro Maceiras e a fadista Patrícia Costa. Domingo; 5 de abril, é dia de teatro para o público infantil, com a peça “Beatriz e o Peixe Palhaço”, e de música com a banda Charles Band Dickens.

Promover o acesso a atividades culturais neste período de isolamento, valorizar os artistas locais e preservar a dinâmica cultural do concelho são os principais objetivos desta nova dimensão do “Há Cultura”.

O “Há Cultura” é desenvolvido em parceria com os agentes e coletividades culturais presentes no seio das 10 Comissões Sociais InterFreguesias.

COVID-19: Centro de Rastreio móvel começa a funcionar segunda-feira no Parque da Devesa

O centro de diagnóstico móvel Covid 19 de Vila Nova de Famalicão vai entrar em funcionamento segunda-feira, dia 6 de abril, a partir das 14 horas, no parque de estacionamento do Parque da Devesa, junto ao Citeve.

O centro de rastreio, criado em parceria com a ARS Norte e a UNILABS, funcionará no registo drive-trough, atrav´s do qual as pessoas não precisam de sair do carro para efetuar o teste.

Os testes, gratuitos, serão apenas realizados a quem tiver prescrição médica passada pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS) . Depois de receberem a prescrição, os cidadãos deverão fazer a sua marcação obrigatória pelo 220125001.

O centro funcionará de segunda-feira a sábado, das 9h-18h e, numa fase inicial, terá a capacidade para realizar 50 testes por dia.

Refira-se que a criação deste centro de rastreio à Covid 19 foi uma das medidas anunciadas pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, esta terça-feira. Com esta medida “queremos aumentar a capacidade de realização de testes, diminuindo a afluência ao hospital e aos centros de saúde e aumentando a capacidade do INEM”.

RACLAC investiu 23 milhões de euros

A RACLAC investiu na fábrica 23 milhões de euros, o que faz dela a maior da Europa na sua área e líder mundial em tecnologia no que a luvas descartáveis diz respeito. Um sistema de produção automatizado em ambiente controlado e inerte e onde toda a produção é, no final, analisada e inspecionada.

A forma como as luvas são empacotadas, de forma sobreposta, permite que os profissionais de saúde as retirem pelo punho uma a uma, de forma a não terem contacto com as que ficam.

Uma primeira linha de produção está já montada e na fase final de testes, devendo começar a produzir nos próximos dias; mas outras duas linhas estarão em funcionamento até ao final do ano.

A RACLAC está a funcionar de forma ininterrupta, e cada linha de produção coloca prontas 1600 luvas por minuto.

Most Popular Topics

Editor Picks