Famalicão é “Familiarmente Responsável”

Vila Nova de Famalicão está novamente de parabéns. Sem grandes surpresas, o município liderado por Paulo Cunha está entre os “Mais Familiarmente Responsáveis”, preparando-se agora para receber, pelo oitavo ano – o sétimo consecutivo -, a bandeira atribuída pelo Observatório dos Municípios Familiarmente Responsáveis que reconhece as boas práticas de apoio às famílias promovidas pelos municípios portugueses.

Da educação à área social, do desporto à cultura, foram muitos os argumentos elencados na candidatura apresentada pela autarquia famalicense, reconhecida não só pelas suas políticas orientadas para todas as famílias do concelho, mas também pelas ações e iniciativas destinadas a agregados familiares mais desfavorecidos económica e socialmente.

Todos os reconhecimentos são importantes, mas o presidente da autarquia, Paulo Cunha, reconhece que “este tem um significado especial”.

“Este é um galardão que nos deixa muito orgulhosos porque está estreitamente relacionado com a qualidade de vida que queremos proporcionar aos famalicenses e porque reconhece o impacto positivo que as políticas implementadas pelo executivo têm no dia-a-dia das nossas famílias”, referiu o autarca.

Assim, no domínio da educação recorde-se que a autarquia tem em desenvolvimento perto de uma centena de projetos e ações para garantir que a educação seja o grande fator de coesão social do território, constituindo-se como um verdadeiro elevador social para os cidadãos e como plataforma de junção entre estes e o tecido empresarial e institucional famalicense. Entre as várias medidas promovidas, destaque para a oferta dos livros de atividades para todas as crianças do primeiro ciclo, a gratuitidade dos passes escolares para todos os alunos do concelho, desde o ensino básico até ao 12.º ano, e as bolsas de estudo aos estudantes universitários.

Ainda neste domínio, recorde-se que Vila Nova de Famalicão é Cidade Educadora desde 2010 e, ao longo dos anos, tem realizado um trabalho sistemático na educação não formal dos cidadãos.

Na área social destaca-se o Programa Municipal “Casa Feliz” que ajuda as famílias mais carenciadas do concelho a realizarem obras de renovação das suas habitações e que apoia as famílias que mais precisam no pagamento das rendas, assim como os descontos e isenções nas tarifas de água e saneamento para as famílias numerosas e para as mais necessitadas.

Na saúde, destaque para a recente adesão do município ao programa “Saúde Oral Para Todos”.

Em matéria fiscal, é uma reconhecida mais-valia para as famílias a estabilidade fiscal do município ao longo dos anos, a fixação da taxa do IMI próxima do mínimo legal (0,35%) e a existência de um IMI familiar que atribui um desconto no pagamento do imposto tendo em conta o número de dependentes que integram o agregado familiar.

O acesso das famílias à fruição cultural e à prática desportiva tem também merecido uma atenção especial da autarquia que tem instituído o Cartão Jovem Municipal, o Cartão Sénior Feliz e o Cartão do Voluntário com descontos significativos em diversas atividades e no acesso aos transportes públicos no concelho, para além de outros benefícios.

Recorde-se que o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social, tendo como principais objetivos acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

Ao todo, em 2019 o Observatório distinguiu 76 municípios.

Máquina no valor de 6 mil euros furtada em Esposende é recuperada em Famalicão

Uma máquina de fusão de fibra ótica, utilizada pelas empresas e operadores de telecomunicações, que havia sido furtada esta semana no concelho de Esposende, foi recuperada em Vila Nova de Famalicão.

Ao que a Cidade Hoje conseguiu apurar, o furto aconteceu durante os trabalhos de instalação de fibra numa residência, na freguesia das Marinhas. O aparelho encontrava-se no interior da carrinha dos técnicos quando terá sido levado por um indivíduo.

O material furtado foi localizado pela GNR, no concelho de Vila Nova de Famalicão, menos de 24 horas depois do furto.

Um homem foi constituído arguido e já foi presente a tribunal para conhecer as medidas de coação.

Candidaturas para apoio à renda até 30 de dezembro

Estão abertas, até às 17 horas de 30 de dezembro, as candidaturas ao programa “Casa Feliz – Apoio à Renda”, promovido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. Os famalicenses que se encontrem numa situação de carência económica e que precisem de apoio para suportar as rendas devem dirigir-se ao Balcão Único de Atendimento da autarquia para formalizar a sua candidatura, através do preenchimento de formulário e entrega dos documentos necessários para o concurso.

As condições, bem como o formulário podem ser obtidos junto do Balcão Único de Atendimento ou em www.famalicao.pt.

O prazo do subsidio é de doze meses e os apoios são divididos em três escalões A, B e C, correspondendo a 100 euros, 75 euros e 50 euros mensais.

Agravamento do IMI para prédios devolutos

A Câmara Municipal de Famalicão aprovou o agravamento do IMI para 65 prédios devolutos que existem no centro da cidade. A medida entra em vigor no próximo ano, elevando para o triplo o valor do IMI, seguindo a legislação em vigor.

Os técnicos da Câmara Municipal de Famalicão fizeram um levantamento de 104 prédios aparentemente abandonados no centro da cidade. Depois de notificados, alguns proprietários fizeram prova da ocupação dos prédios. O que quer dizer que do montante apurado, 65 prédios foram considerados devolutos.

Para já, foi analisado o centro da cidade, mas a medida é para alargar a todo o concelho. O presidente da Câmara Municipal realça que o objetivo não é arrecadar mais receita mas colocar mais casas no mercado de habitação. Por outro lado, a existência de prédios degradados coloca em causa a segurança dos cidadãos e a imagem das cidades.

O autarca refere que, «com isto, a Câmara Municipal pretende dar um sinal aos proprietários de que a melhor solução é ocupar esses prédios para não terem esse agravamento». Paulo Cunha lembra que existe um conjunto de medidas e incentivos municipais de apoio à reabilitação urbana.

Joane: Bombeiros mobilizados para fogo no topo de edifício

Os Bombeiros Voluntários Famalicenses foram chamados, ao final da tarde desta quinta-feira, para o combate a um foco de incêndio, no topo de um edifício, na vila de Joane.

Ao que a Cidade Hoje conseguiu apurar, o fogo terá deflagrado na chaminé do prédio, localizado na Avenida Dr. Mario Soares.

Apesar do aparato no local, não se registaram danos de maior nem houve registo de feridos.

Foram mobilizadas para esta ocorrência quatro viaturas e nove homens.

Joane: Homem dispara contra montra de loja

Um homem, ainda com identidade desconhecida, fez disparos de uma arma de fogo, contra a montra de um estabelecimento comercial, na tarde desta quinta-feira, na Avenida Padre Silva Rego, na vila de Joane, em Famalicão.

O sujeito, depois dos disparos, colocou-se em fuga num automóvel.

Desconhece-se o que terá motivado o homem a cometer o crime.

Ao que nos foi possível apurar, a loja em questão encontra-se encerrada há já alguns meses, motivo pelo qual ninguém ficou ferido.

A GNR esteve no local e passou o caso para a Polícia Judiciária.

Most Popular Topics

Editor Picks