Burla e assalto acabam em perseguição policial no centro de Famalicão

A Polícia Municipal de Vila Nova de Famalicão deteve, esta quarta-feira, um indivíduo que tentou burlar uma mulher no recinto do antigo campo da feira da cidade.

A vítima, que trazia uma criança ao colo, foi abordada por um burlão que lhe tentou vender peças supostamente em ouro. O vendedor, depois de ter percebido que a senhora não queria comprar as peças, arrancou-lhe das mãos a carteira e colocou-se em fuga.

De imediato, a vítima alertou os agentes da Polícia Municipal que, numa perseguição a pé, acabaram por deter o burlão e recuperaram a carteira.

Os factos foram relatados à Cidade Hoje pelo comandante da Polícia Municipal António Magalhães.

O homem já é conhecido das autoridades pela prática dos mesmos crimes, foi levado para a esquadra da PSP onde a vítima apresentou a queixa.

Jovem famalicense ganha bolsa de 10 mil euros

Um jovem famalicense, apoiado pelo Famalicão Made IN, é um dos vencedores do programa nacional Empreende Já. Simão Pedro, 27 anos, foi contemplado com uma bolsa de 10 mil euros para garantir a atividade da Frog Digital, a empresa que criou durante a sua participação neste programa do Governo destinado a apoiar a criação e o desenvolvimento de empresas, assim como a criação de postos de trabalho, por e para jovens ‘nem-nem’ – que não estudam nem trabalham.

Simão Pedro viu, numa primeira fase, a sua candidatura ser aprovada, tendo sido apoiado, durante seis meses, com uma bolsa de cerca de 700 euros e 250 horas de formação em áreas transversais à ação empreendedora. Teve ainda apoio técnico personalizado com vista à estruturação e sustentabilidade do projeto.

Recentemente, o fazedor famalicense foi selecionado para a segunda fase, contando com um apoio de 10 mil euros, atribuídos com o objetivo de manter a empresa em atividade durante dois anos.

A Frog Digital é uma empresa de produção audiovisual que, através das novas tecnologias, “pretende criar imagens de excelência e desvendar a beleza única de Portugal, inovando na criação da triangulação perfeita: o turismo, as artes e o digital”, adianta Simão Pedro. Como? “Imaginem um monumento como o Palácio de Sintra ser apresentado com um músico, um trapezista ou um DJ, tornando as imagens diferenciadoras, únicas e mais atrativas”, explica, concluindo: “O nosso enfoque é a nossa triangulação”.

Famalicão Made In

Morte de criança em Joane sem indemninização

O Tribunal da Relação de Guimarães anulou a decisão de indemnizar a família de Artur Fernandes, criança de 8 anos, que faleceu no ano de 2014, na sequência de um acidente de bicicleta no cruzamento da VIM, na vila de Joane, em Vila Nova de Famalicão.

O tribunal de primeira estância tinha obrigado a seguradora a um pagamento de 54 mil euros, decisão que agora foi anulada por um tribunal superior. O acórdão dos juízes defende que o acidente foi causado pelo menor, por este ter feito uma mudança de direção brusca, sem a ter sinalizado.

O sinistro aconteceu a 27 de setembro de 2014, Artur seguia com o pai de bicicleta quando colidiu com o automóvel. O choque causou ferimentos graves na criança. que acabaram por lhe provocar a morte uma semana depois, no hospital S.João, na cidade do Porto.

O jovem residia com a família na freguesia de Mogege, em Vila Nova de Famalicão, era o mais novo de 4 irmãos.

Homem detido em França por crime cometido em Vila Nova de Famalicão

A Directoria do Norte da Polícia Judiciária (PJ) anunciou detenção, em França, de um homem de 35 anos para cumprimento de pena de prisão pelo crime de sequestro qualificado, praticado em maio de 2009.
Através de comunicado, esta força policial refere que o indivíduo foi para França, depois de cometer o crime, e por lá ficou durante 9 anos até ser localizado pelas autoridades.
O detido foi encaminhado para estabelecimento prisional para cumprimento de pena de prisão efectiva pelo crime de sequestro qualificado.

No têxtil tudo se cria, nada se perde e tudo se transforma

O futuro da indústria têxtil esteve em debate esta terça-feira, na Fundação Cupertino de Miranda. O promotor da iniciativa foi a Câmara Municipal, que chamou especialistas nacionais e internacionais, com o objetivo de dar um contributo para o desenvolvimento da economia famalicense.

O tema, “Economia Circular”, não é novo, mas «é atual e importante, pela questão ambiental e porque existem oportunidades ao nível de fundos comunitários para as empresas», explicou o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, no âmbito deste debate.

“Economia Circular” é um conceito que diz respeito a um produto que quando chega ao fim de vida volta a ser aproveitado para matéria-prima; ou resíduos que saem num processo de fabrico e que podem ser aproveitados para outro tipo de artigo.

Além da vertente económica, há aqui uma questão de competitividade e de sustentabilidade ambiental muito importante.

Por exemplo, o que pensa se ao comprar uma camisola ela trouxesse elementos que permitissem modificá-la sem a deixar de usar por muito tempo?.

Maria José Carvalho, responsável no CITEVE pelo departamento da Sustentabilidade e Economia Circular, no caso do têxtil e vestuário, explicou que este conceito é do conhecimento dos empresários e que há muitas empresas que estão a abandonar a ideia de economia linear e a pensar mais na maximização de recursos. Além da mudança de visão dos empresários, esta mudança exige uma alteração de comportamento dos consumidores, «senão a transição será mais lenta», alerta.

Centro Hospitalar assinala Dia Mundial da Saúde Mental

O Centro Hospitalar do Médio Ave, através do Serviço de Saúde Mental, assinalou, no dia 10, o Dia Mundial da Saúde Mental.

Segundo, Pedro Teixeira, médico psiquiatra do CHMA e membro da comissão organizadora deste evento, o objectivo passou por sensibilizar a comunidade envolvente para a importância do reconhecimento e tratamento das doenças mentais, mas também possibilitar um trabalho em rede que envolva não só hospitais, a saúde pública e cuidados de saúde primários, bem como as escolas, as forças de segurança, o SICAD e outras organizações não governamentais.

O tema foi lembrado com um debate, no Fórum Trofa XXI, na Trofa, com especialistas na área.

Na parte de manhã, o tema foi a “Saúde Mental e Dependência” onde foi abordada a dependência do jogo. O painel da tarde teve como assunto a questão do ciúme numa sessão intitulada “Namorar não é controlar”.

Most Popular Topics

Editor Picks