Avança a renovação do pavimento no centro da cidade

Está a decorrer, desde o passado dia 25 de março, a renovação do pavimento no centro urbano da Cidade de Famalicão, trabalhos que vão prolongar-se até ao dia 17 de abril.
Esta quinta e sexta-feira os trabalhos incidiram na Rua D. Sancho I e na Avenida de França, como documenta a foto.

As obras determinam trânsito condicionado na Rua S. Julião, Rua D. Sancho I, Av. Rebelo Mesquita, Av. de França (entre a Rotunda D. Sancho I e a Rotunda Lions), Av. Marechal Humbeto Delgado (parte do piso no sentido norte/sul) e piso junto à Rotundo Santo António e acesso à Av. Carlos Bacelar (dois sentidos) também no acesso à Rua Senador Sousa Fernandes (sentido sul/norte).

A Câmara Municipal pede a compreensão de todos pelos incómodos causados.

Famalicão em Transição cria Centro Comunitário para a Transição

Famalicão em Transição, continuando com o seu processo de mudança de mentalidades para um estilo de vida mais saudável e em respeito pela natureza, vai criar um Centro Comunitário para a Transição.

Será dinamizado por um conjunto de pessoas, apostadas em pensar, planear e desenvolver um espaço de experimentação, de aprendizagem intergeracional e inter-saberes, de capacitação pessoal para a resiliência e iniciativa, reforçadas num sentido de comunidade.

Esta comunidade de aprendizagem destina-se em primeiro lugar a famílias com crianças em idade de 1.º ciclo; a profissionais da área da educação e pessoas com sensibilidade para a sustentabilidade local e economia circular.

Se tens um computador que não precisas cede-o a um colega

E tens duas formas para o fazer: contacta diretamente quem precisa, ou deixa na sede do Agrupamento D. Sancho e a escola entregará o computador, o tablet ou até o Magalhães a quem precisa.

Esta é uma campanha dinamizada pela Associação de Pais e Encarregados de Educação, em colaboração com o Agrupamento de Escolas D. Sancho I.

“Deixamos de ir à escola, mas a escola não pode deixar de vir até nós!” é o tema desta iniciativa solidária.

Plataforma + Cidadania estendida à educação Pré-escolar

A Plataforma +Cidadania, disponível em maiscidadania.cim-ave.pt passa a estar também disponível para a Educação Pré-Escolar, anuncia o município de Famalicão, autor desta plataforma juntamente com a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Ave.

Destinada a crianças do pré-escolar e 1º Ciclo de Ensino Básico, encarregados/as de educação e docentes, esta ferramenta foi criada com o objetivo de prevenir e reduzir o abandono escolar precoce e de promover um espaço de aprendizagem online e seguro, dinâmico e interativo, de partilha de ideias e experiências, no âmbito do PIICIE – Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Ave.

Ao aceder a maiscidadania.cim-ave.pt encontram-se várias áreas e funcionalidades. Esta plataforma assume-se como um espaço seguro de aprendizagem, colaboração e partilha, unindo a comunidade educativa e contribuindo como um recurso adicional para o processo de ensino/aprendizagem, através de um ambiente facilitador de aprendizagem, no qual se aprende brincando, ao ritmo individual de cada utilizador/a, e de forma criativa.

Num dia oitenta pessoas inscreveram-se bolsa de voluntários

Em 24 horas, a bolsa de voluntários criada pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão para fazer face ao combate à pandemia da doença Covid-19 e para auxilio das pessoas, recebeu a inscrição de 80 pessoas com idades entre os 25 e os 45 anos.

As tarefas com maior resposta são o apoio na alimentação, compra de medicamentos e na ligação com as unidades de saúde para obtenção de receituário crónico.

Os interessados devem fazer a sua inscrição em http://voluntariado.famalicao.pt, onde devem indicar a sua disponibilidade em termos de tarefas a desenvolver.

O objetivo é criar respostas em diversas frentes, nomeadamente no apoio a cidadãos institucionalizados, seniores e portadores de deficiência; a cidadãos com infeção COVID – 19; na compra de medicamentos nas farmácias e entrega no domicilio; na compra e entrega de bens de primeira necessidade e entrega no domicilio; na ligação com as unidades de saúde para obtenção de receituário crónico, ajudar na limpeza e higienização de espaços e acolhimento temporário de animais de companhia.

Refira-se que esta Bolsa de Voluntários Covid 19, insere-se no Banco Municipal de Voluntariado que foi criado em 2008. Este banco tinha cerca de uma centena de voluntários ativos.

Most Popular Topics

Editor Picks