Famalicão: Utentes e profisionais do Centro Social de Brufe já tomaram a primeira dose da vacina

Esta quarta-feira, os utentes e profissionais do Centro Social e Paroquial de Brufe tomaram a primeira dose da vacina contra a covid-19.
A vacina foi administrada pela equipa de enfermagem do Agrupamento de Centros de Saúde de Famalicão.
O momento foi assinalado pela instituição, com uma mensagem nas redes sociais que fala de um sinal de «esperança e segurança para todos».

Covid-19: Vacina já chegou à Associação Teatro Construção

Os utentes e colaboradores da Residência da Associação Teatro Construção, de Joane, receberam, na manhã desta quarta-feira, a primeira dose da vacina contra a Covid-19, estando prevista a toma da segunda dose para o início do mês de fevereiro.
O dia 13 de janeiro «poderá ficar marcado na memória de todos os residentes, na medida em que traz uma esperança e uma luz que permita voltar à “normalidade”, apesar de termos consciência da importância da continuidade no que diz respeito a todas as medidas de higiene e segurança». A vacina pode «ser um grande passo no que diz respeito ao combate à doença, mas também no combate ao isolamento e distanciamento social que tanto tem afetado todos os residentes e seus familiares», escreve a instituição joanense numa publicação nas redes sociais.

Famalicão: GNR de Riba de Ave resgata cão abandonado em Landim

Militares da GNR de Riba de Ave resgataram, esta quarta-feira, dia 13, na freguesia de Landim, um cão que tinha caído entre um muro e a cobertura de um parque de estacionamento, numa altura de cerca de três metros, e encontrava-se encurralado.

Após localizarem o animal, os militares conseguiram resgatá-lo, em colaboração com o segurança da empresa e um elemento do Centro de Recolha Animal de Vila Nova de Famalicão.

Na sequência das diligências policiais, constataram que o cão não possuía microchip, pelo que foi encaminhado para o Centro de Recolha Animal de Vila Nova de Famalicão, tendo-lhe sido prestados os necessários cuidados veterinários e sanitários, uma vez que, devido às baixas temperaturas, o cão encontrava-se com princípios de hipotermia.

A Guarda Nacional Republicana recorda que a prática de abandono de animais de companhia constitui um crime punível com pena de prisão até seis meses ou com pena de multa até 60 dias.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), mantém preocupação com a proteção dos animais, apelando à denúncia de eventuais situações de maus-tratos ou abandono. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

Famalicão: Advogado cúmplice de assalto em Ribeirão condenado a prisão efetiva

Quatro arguidos, entre os quais um advogado, foram condenados a prisão efetiva pelo assalto com violência à residência de um casal em Ribeirão, em 2019.

As penas variam entre os oito anos de prisão e os cinco anos e dez meses. O advogado, residente na Póvoa de Varzim, foi condenado a cinco anos e 10 meses de prisão, como instigador de dois crimes de roubo.

Os arguidos têm ainda de pagar 15 mil euros às vítimas.

Segundo o acórdão do Tribunal de Guimarães, o advogado sabia que o casal de Ribeirão guardava em casa dinheiro, artigos de joalharia e relógios valiosos, e «formulou o propósito de deles se apoderar, com recurso à violência física se a tanto fosse necessário».

Para execução do plano, contactou um outro arguido, que por sua vez se encarregou de arranjar outros “operacionais”.

O assalto à residência ocorreu na noite de 19 de novembro de 2019. O proprietário da casa foi agredido com violência e ameaçado com pistola para dar a combinação do cofre; a esposa foi manietada com uma braçadeira elástica.

Do cofre, os arguidos retiraram cerca de 15.800 euros, além de canetas e esferográficas, moedas de coleção, peças de arte sacra e três relógios, no valor total de 42 mil euros. Consumado o assalto, fecharam o casal na casa de banho.

Famalicão: Associação Comercial com formação para empregados e desempregados

A Associação Comercial e Industrial de VN Famalicão (ACIF) tem em curso formação modular certificada nas mais diversas áreas (informática, estética, restauração, línguas, primeiros socorros, liderança, legislação, entre outras), em horário laboral e pós-laboral, presencial e online.

Estas ações, para ativos empregados e desempregados, têm uma duração de 25 ou 50 horas.

Podem candidatar-se ativos empregado a partir do 4.º ano de escolaridade e desempregados inscritos no Centro de Emprego com escolaridade igual ou superior ao 12.º ano. As inscrições encontram-se abertas em www.acif.pt ou através do telefone n.º 963896985 ou do e-mail [email protected].

Covid-19: Câmara Municipal de Famalicão cede técnicos à ARS Norte

Para apoio ao rastreio colaborativo Covid 19, a ARS Norte passa a contar com 14 colaboradores disponibilizados, temporariamente, pela Câmara Municipal.

Segundo nota de imprensa, o município diz que respondeu ao pedido de ajuda da Autoridade Coordenadora do Norte cedendo 10 técnicos da área da juventude, educação e desporto, 2 técnicos com funções coordenadoras e 4 técnicos de ação social, que receberam formação da respetiva área de atuação: realização de contactos telefónicos para deteção de casos de risco através de convívio com casos positivos, como nos contactos telefónicos de orientação, esclarecimento e emissão de declarações de isolamento profilático.

O objetivo dos inquéritos epidemiológicos passa por rastrear as cadeias de transmissão, auxiliando nessa missão os técnicos de saúde pública e libertando-os para outras missões. Deste modo, procura-se interromper mais rápido as cadeias de transmissão do vírus.

«Desde o início desta pandemia que demonstramos a nossa disponibilidade para colaborar com as entidades de saúde, porque entendemos que é necessária uma união de esforços e entreajuda para enfrentar a pandemia», refere o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que assume que «o município tem capacidade para apoiar no que for necessário».

Este apoio surge no seguimento de outros já providenciados pela autarquia: a construção de um edifício de apoio ao serviço de urgência do Centro Hospitalar do Médio Ave; a ativação do Centro de Diagnóstico Móvel para a Covid 19; a instalação de um Centro de Retaguarda com 30 camas, na antiga Didáxis de Vale São Cosme, para dar resposta a eventuais necessidades; o fornecimento de equipamentos de proteção individual a diversas instituições de saúde; a disponibilização de duas viaturas ao Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) de Famalicão, entre outros.

Most Popular Topics

Editor Picks