S. Roque cria máquina que produz mais de cem máscaras por minuto

A empresa famalicense S. Roque concebeu e produziu uma máquina capaz de fazer até 120 máscaras por minuto. A Roqmask é completamente automatizada e está já em fase final de testes, podendo ficar disponível já no final de julho.

A S. Roque, empresa líder mundial na produção de máquinas para estamparia têxtil, concebeu a Roqmask em resposta a um desafio lançado pelo CITEVE.

«O CITEVE lançou-nos um desafio que aceitámos de imediato e desde então a empresa está focada neste projeto que irá capacitar Portugal para a produção destes equipamentos de proteção individual», disse Manuel Sá, o diretor executivo da S. Roque em declarações ao T.

Acrescenta este responsável que a máquina foi concebida para fabricar máscaras cirúrgicas Tipo I e Tipo II – modelo A. «É um equipamento completamente automático que produz, através de soldadura por ultrassom, máscaras até 4 layers, com inserção do clip nasal e aplicação do elástico», informou.

Esta empresa famalicense, líder mundial na produção de máquinas para estamparia têxtil, faturou no último exercício cerca de 53 milhões e emprega mais de 500 trabalhadores. A maioria dos seus clientes está na Europa, mas vende também para a África do Sul, Marrocos, Tunísia, Angola, Kuwait, Índia, China, Vietname, Malásia, Cambodja, Rússia, Brasil, Argentina, Peru, Colômbia, Honduras, El Salvador e EUA.

Novo quiosque da Partteam dá desinfetante, mede temperatura e controla acessos

A PARTTEAM é mais uma empresa famalicense preocupada em ajudar todos a ultrapassar esta fase complicada provocada pela pandemia COVID-19. Dessa preocupação nasceu a criação de produtos e serviços Contacto Zero, que promove a utilização de equipamentos sem qualquer contacto.

Uma das últimas novidades, é uma nova marca e divisão de negócios, a Hambire, para o desenvolvimento e produção de equipamentos que relacionem a tecnologia com o ambiente e com a saúde.

Foi aqui que nasceu um quiosque, com várias opções, desde a variante de apenas dispensador automático de desinfetante para as mãos, a que depois pode ser acrescentado sistema de medição de temperatura corporal, controlo de acessos, sinalética digital, etc.

O sistema funciona sem qualquer interação tátil por parte dos clientes na medida em que o desinfetante é libertado apenas com a deteção da mão (sensor) e a deteção de temperatura e acessos é feito por câmaras e por reconhecimento facial. Este quiosque tem, ainda, a particularidade de detetar as pessoas mesmo com máscara colocada.

A famalicense PARTTEAM & OEMKIOSKS é uma referência mundial no desenvolvimento e fabrico de quiosques multimédia, equipamentos self-service, mupis digitais, mesas interactivas e outras soluções digitais para todo o tipo de setores e indústrias.

Com mais de 20 anos de experiência, mais de 15000 unidades produzidas, para mais de 35 países diferentes, o portfólio de equipamentos e clientes é vasto. A PARTTEAM & OEMKIOSKS tem mais de 100 modelos standard e trabalha com as melhores marcas e empresas.

Riopele tem o máximo de certificação

A Riopele junta-se a um grupo restrito de empresas têxteis internacionais que atingiram a classificação de nível 3. A atribuição da nota é da associação internacional OEKO-TEX – Produção Têxtil Sustentável. É um selo que indica implementação permanente de processos de produção respeitadores do ambiente, condições de trabalho seguras, saudáveis e socialmente aceitáveis.

Segundo a empresa liderada por José Alexandre Oliveira, «a Riopele ficou classificada no nível máximo e junta-se a um grupo restrito de empresas têxteis internacionais que atingiram a classificação de nível 3 (implementação exemplar das boas-práticas). Face a uma comparação com todas as outras empresas certificadas neste âmbito, a classificação média global é de nível 2 (boa implementação)».

Esta certificação resulta de uma auditoria presencial pelo CITEVE, entidade acreditada em Portugal pela associação OEKO-TEX, que avaliou e auditou a Riopele em seis categorias: Gestão de Químicos, Desempenho Ambiental, Gestão Ambiental, Responsabilidade Social, Gestão da Qualidade e Gestão da Saúde e Segurança. A avaliação destes parâmetros permitiu uma análise abrangente e fiável do grau de gestão sustentável patente no processo produtivo da Riopele.

No que diz respeito ao relatório da auditoria, a OEKO-TEX, responsável pela certificação STeP, emitiu, por um lado, uma série de ações de compromisso que a Riopele deve implementar, e outras de melhorias que a empresa deve analisar e, se justificável, implementar, com vista à melhoria contínua.

Washedcolors desenvolve técnica de aplicação antibacteriana

A Washedcolors, sediada em Cavalões, desenvolveu uma técnica de aplicação de acabamentos antibacterianos e de repelência à água e à sujidade. Este método funciona sobre artigos já acabados, mantendo o aspeto desejado.

O grande objetivo é garantir uma higiene mais duradoura, sem toxicidade para o ser humano e mais sustentável.

Esta é uma das estratégias da empresa tendo em conta o aumento das preocupações de saúde pública a nível internacional.

«A Washedcolors considerou, em termos estratégicos, que deveria adotar medidas de desenvolvimento de produtos que permitam assegurar e providenciar, pela diminuição do risco de transmissão de doenças, entendendo que existirá no futuro um quadro de procura acrescida por produtos com estas características a nível mundial», afiança o diretor comercial da empresa, José Pizarro.

A especialista em lavagem, tinturaria e aplicação de acabamentos especiais em peças acabadas tem já um historial de inovação. Em 2018, foi uma das finalistas dos iTechStyle Awards pelo Wetamarble, um tingimento à peça que reduz em 86% a utilização de água e que esteve em destaque na Heimtextil de 2019.

RACLAC investiu 23 milhões de euros

A RACLAC investiu na fábrica 23 milhões de euros, o que faz dela a maior da Europa na sua área e líder mundial em tecnologia no que a luvas descartáveis diz respeito. Um sistema de produção automatizado em ambiente controlado e inerte e onde toda a produção é, no final, analisada e inspecionada.

A forma como as luvas são empacotadas, de forma sobreposta, permite que os profissionais de saúde as retirem pelo punho uma a uma, de forma a não terem contacto com as que ficam.

Uma primeira linha de produção está já montada e na fase final de testes, devendo começar a produzir nos próximos dias; mas outras duas linhas estarão em funcionamento até ao final do ano.

A RACLAC está a funcionar de forma ininterrupta, e cada linha de produção coloca prontas 1600 luvas por minuto.

Coronavírus: Citeve condiciona deslocações e cancela atividades

O Centro Tecnológico da Indústria Têxtil e do Vestuário (CITEVE) tomou, esta quarta-feira, medidas preventivas sobre o COVID-19. Estão condicionadas visitas, deslocações e canceladas atividades.
Confira o comunicado:
Num quadro de atuação preventiva e responsável, e na sequência das recomendações e orientações da Direção-Geral da Saúde para a adoção de medidas preventivas e de contingência à propagação da COVID-19, o CITEVE decidiu implementar as seguintes medidas, que entram em vigor de imediato e estarão ativas até informação em contrário:
  1. Está fortemente condicionada a deslocação de profissionais do CITEVE a empresas e outras organizações. Sempre que possível, estas deslocações serão substituídas pela realização de videoconferências.
  2. Estão suspensas todas as reuniões a realizar nas instalações do CITEVE. As já previstas ou agendadas serão substituídas por videoconferências.
  3. As conferências e workshops previstas para as instalações do CITEVE serão adiadas ou substituídas por webinars. Nestes casos, os participantes inscritos serão contactados para suporte na utilização dos meios digitais necessários.
  4. As ações de formação serão adiadas ou substituídas por webinares mediante o modelo que melhor se ajustar à realização das mesmas em função dos seus objetivos, conteúdos e atividades.
  5. Manter-se-á em funcionamento a receção de amostras e mercadorias, embora condicionada aos procedimentos de segurança excecionais implementados na receção do CITEVE.

O CITEVE manterá atualizada a informação sobre as medidas que for implementando nos seus habituais meios de comunicação (infomail, site e redes sociais).

Most Popular Topics

Editor Picks