Concelho

“Casa Feliz” chega às partes comuns de edifícios

O projeto municipal “Casa Feliz”, que dá apoio financeiro a famílias carenciadas para obras de conservação nas respetivas habitações, foi modificado.

A alteração, que foi aprovada na reunião de Câmara desta quinta-feira, estende o apoio financeiro a quem resida em regime de propriedade horizontal para obras em partes comuns.

A revisão proposta visa abranger o apoio a famílias carenciadas para obras de conservação a realizar nas partes comuns de edifícios constituídos em regime de propriedade horizontal, ou seja com administração de condomínio.

A alteração ao programa Casa Feliz serão efetivas depois de cumprido o prazo de 30 dias de consulta pública e publicação no Diário da República.

Previous post

Pedro Almeida leva solidariedade ao Lar da Criança em Revelhe

Next post

Camionista de Guimarães desaparecido depois de acidente

Cidade Hoje