Candidaturas ao Prémio de História Alberto Sampaio terminam no final de maio

As candidaturas ao Prémio de História Alberto Sampaio, instituído na Academia das Ciências de Lisboa, pelos Municípios de Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão e pela Sociedade Martins Sarmento, terminam no final de maio.

O prémio, que visa homenagear a vida e obra do historiador português e incentivar o estudo e a investigação histórica em Portugal, destina-se a galardoar, com 6 mil euros, um estudo de investigação histórica, no âmbito da história económica e social portuguesa, ou no âmbito de outros domínios historiográficos associados ao legado de Alberto Sampaio.
Os estudos, a enviar para a Academia das Ciências de Lisboa até 31 de maio deste ano, podem resultar ou ter por base trabalhos académicos, nomeadamente dissertações de mestrado ou teses de doutoramento, desde que respeitem o regulamento, disponível para consulta no portal do município famalicense, aqui, e onde podem ser consultadas as condições detalhadas de participação.
Os estudos devem ser inéditos, em língua portuguesa, com uma extensão compreendida entre 20 mil palavras (mínima) e 40 mil palavras (máxima).