Câmara de Famalicão estreita relações com Universidade Aberta e Universidade de Lisboa 17

Câmara de Famalicão estreita relações com Universidade Aberta e Universidade de Lisboa 18

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão selou esta terça-feira, um acordo de cooperação com a Universidade Aberta, através da Cátedra Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização, e com o Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, tendo em vista o desenvolvimento de projetos conjuntos de investigação, bem como a promoção de seminários, ações de formação e eventos culturais, artísticos e científicos.

A Universidade Aberta (UAb) é a universidade pública portuguesa de educação à distância e em rede. Fundada em 1988, a UAb é a universidade pública portuguesa mais jovem, constituindo-se como uma universidade diferente das outras e especialmente vocacionada para liderar processos de mudança no campo do ensino superior e da ciência em Portugal. Através da Cátedra Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização (CIDH) a UAb constitui-se como polo de uma rede aberta a outras universidades, centros de investigação e instituições cujas atividades sejam complementares.

Por sua vez, o Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CLEPUL), criado por Jacinto Prado Coelho em 1974, com o nome abrangente de Centro de Literaturas de Expressão Portuguesa das Universidades de Lisboa, é hoje um dos maiores centros de investigação em Portugal e o que possui o maior número de jovens investigadores com projetos e cargos de responsabilidade.

Neste âmbito, Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão considerou a constituição deste protocolo “um passo muito importante para o percurso educativo do concelho” e agradeceu “a confiança” depositada no município famalicense por estas instituições.

O autarca lembrou ainda que “a Câmara Municipal tem como uma das suas maiores prioridades a aposta na educação”, reconhecendo o seu papel essencial para o desenvolvimento do município.

Por sua vez, o vice-reitor da Universidade Aberta, Domingos Caeiro, assumiu que esta parceria “é mais um desafio para a Universidade no que diz respeito à qualificação da população”. “Nestes 30 anos de existência da Universidade temos desenvolvido projetos inovadores no que diz respeito à qualificação da população, nomeadamente através da educação à distância, e este protocolo representa mais um passo relevante nesta caminhada”.

 

Most Popular Topics

Editor Picks