Braga investe 150 mil euros nas luzes e decoração de natal

A Câmara Municipal de Braga já se encontra a preparar todos os procedimentos legais para avançar com iluminação e decoração de natal.

De acordo com o jornal O Minho, no arranque desta semana foi publicado em diário da república o anúncio do procedimento de contratos públicos para a aquisição dos serviços. No documento é possível ler que a autarquia bracarense pretende fazer um investimento de 150 mil euros.

 

 

Famalicão: Campeões nacionais voltam a perder

Na jornada dois da fase de apuramento de campeão nacional sub-19, o FC Famalicão perdeu, 0-1, na receção ao Braga.

Na Academia, este sábado, a equipa famalicense teve sempre a iniciativa do jogo mas, aos 26 minutos, foi “traída” pelo golo bracarense que, até então, foi sempre sujeito ao domínio famalicense. Foi assim antes do golo e depois dele. No entanto, faltou ao Famalicão uma maior clarividência no último terço de terreno – mais imaginação -, perante um adversário que pouco fez (mesmo pouco), para merecer a vitória.

Foi um Famalicão dominador, muito pressionante, mas incapaz de criar grandes oportunidades de golo.

Os campeões nacionais sofrem, assim, a segunda derrota, depois do desaire na jornada de abertura diante do Benfica.

Famalicão: Sub-19 recebem Braga no segundo jogo de apuramento de campeão nacional

O FC Famalicão recebe, este sábado, às 11 horas, o SC Braga, a contar para a segunda jornada da fase de apuramento de campeão sub-19. A partida disputa-se na Academia do clube.

Recorde-se que na jornada de abertura da prova, os campeões em título, perderam com o Benfica, por 2-0.

A jornada deste fim de semana completa-se com os seguintes jogos: Académico de Viseu-Porto, Vitória SC-Benfica e Sporting-Farense.

 

Famalicão: Candidatos socialistas defendem a Regionalização

José Luís Carneiro, cabeça de lista pelo círculo eleitoral de Braga do PS às próximas Legislativas, defende a regionalização, por considerar que «um poder mais próximo das populações é mais eficaz e mais célere».

O socialista falava, na sexta-feira, no fórum “Território, Coesão e Desenvolvimento”, na Biblioteca Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de Famalicão, promovido pela campanha da candidatura do Partido Socialista no distrito de Braga às Eleições Legislativas de 10 de março e a Federação de Braga do PS.

Para o debate, moderado pelo cabeça de lista do PS pelo círculo eleitoral de Braga, José Luís Carneiro, foram convidados Luís Braga da Cruz, ex-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, professor e Ex-ministro da Economia, e Teresa Sá Marques, diretora do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Investigadora do CEGOT.

Também Eduardo Oliveira, sétimo da lista de deputados pelo círculo eleitoral de Braga e presidente da Concelhia do PS de Vila Nova de Famalicão, falou sobre a descentralização de competências. Na opinião do candidato, o objetivo passa por envolver os munícipes, no trabalho de proximidade, para dar uma resposta mais assertiva aos problemas locais. Na sua intervenção, abordou também a importância da literacia para o uso dos serviços do Estado, sensibilizando a comunidade sobre as formas como deve utilizar os serviços públicos, envolvendo a comunicação social local, juntas de freguesia e as escolas. Para Eduardo Oliveira, estas são as premissas para a construção de um “Portugal Inteiro”, lema de campanha.

Ainda sobre a regionalização, José Luís Carneiro mencionou que o atual Governo promoveu a descentralização de dezenas de competências para as comunidades intermunicipais e câmaras municipais. Na opinião do candidato, a regionalização permite «que cada um se foque naquilo que melhor faz, com poder para gerir o seu próprio destino».

Luís Braga da Cruz também defende a regionalização. Criticou os que dizem não à regionalização, afirmando que «o centralismo dá jeito a muita gente». Mas, na sua opinião, a regionalização até ajuda a combater os extremismos.

Outro tema deste fórum foram os fundos de investimento. Eduardo Oliveira lembrou que «Famalicão é o concelho com mais fundos de execução do PRR, com mais de 180 milhões captados, num total de mais de 2600 projetos que envolvem mais de 2800 beneficiários e que representam 30% do investimento do PRR na sub-região do Ave», destacou.

Na conclusão da sessão, o cabeça de lista pelo círculo eleitoral de Braga afirmou que «o PS está mais bem preparado para governar. Tem não só melhor plano de ação, melhores políticas, como tem, também, os protagonistas mais bem preparados para construir um Portugal Inteiro, em que ninguém fica para trás».

Futebol pode receber cartão de cor azul que expulsa por 10 minutos

O futebol prepara-se para receber um novo cartão, de cor azul. Segundo avançam os ingleses do The Telegraph, o Internacional Football Association Board (IFAB) prepara-se para dar mais cor aos castigos no decurso de uma partida de futebol.

Este novo cartão vai expulsar um jogador de forma temporária e em determinadas condições. O jogador que vir o cartão azul será expulso por dez minutos se cometer uma falta antidesportiva ou faltar ao respeito ao árbitro. Dois cartões azuis na mesma partida dá direito a vermelho, ou seja, expulsão definitiva, tal como acontece com o duplo amarelo. O cartão vermelho passa também a aplicar-se em caso de exibição de um azul e outro amarelo.

Confirmando-se esta medida da IFAB os primeiros testes devem arrancar no próximo verão.

Em 2023 GNR regista 14 824 crimes de violência doméstica

Em ações de combate à violência doméstica, a GNR dá conta dos dados registados nos últimos dois anos. Assim, durante o ano 2022, foram registados 14 636 crimes de violência doméstica, tendo sido detidas 1 509 pessoas; em 2023, verificaram-se 14 824 crimes e foram efetuadas 1 587 detenções (dados provisórios).

A GNR recorda que a violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe: no Portal Queixa Eletrónica, em queixaselectronicas.mai.gov.pt; Via telefónica, através do número de telefone: 112; no Posto da GNR mais próximo à sua área de residência, tendo os nossos contactos sempre à mão em www.gnr.pt/contactos.aspx; na aplicação App MAI112 disponível e destinada exclusivamente aos cidadãos surdos, em http://www.112.pt/Paginas/Home.aspx; na aplicação SMS Segurança, direcionada a pessoas surdas em www.gnr.pt/MVC_GNR/Home/SmsSeguranca.

A GNR dispõe de militares com formação específica para vítimas vulneráveis e núcleos de investigação de apoio a vítimas específicas para crimes com maior complexidade que envolvam todo o tipo de vítimas vulneráveis onde se incluem crianças, mulheres e idosos.

No entanto, a GNR alerta que o melhor é a prevenção dos comportamentos violentos, para isso sensibiliza a comunidade para a promoção de uma cultura de não-violência. Neste âmbito, a GNR tem vindo a reforçar as campanhas de sensibilização e a apostar em ações específicas de formação do seu efetivo, para que esteja cada vez mais bem preparado para participar, enquadrar, tratar e acompanhar este tipo de situações, melhorando ainda a sua rede de salas de atendimento às vítimas.

Famalicão: CHEGA em pré-campanha junto dos famalicenses

A Comissão Política Concelhia do Chega, em conjunto com a Distrital de Braga, deu início, no passado fim de semana, as ações pré-campanha junto dos famalicenses. O partido relata, em comunicado, que centenas de pessoas puderam expor as suas preocupações, ideias e opiniões para o que pretendem para o concelho.

A ação «decorreu num ambiente acolhedor e animado» e foram «amplamente ultrapassados os objetivos desta iniciativa de pré-campanha para as Eleições Legislativas de 10 de março próximo».

A CPC de VN de Famalicão enaltece «o grande profissionalismo de todos os membros da Concelhia que contribuíram para este crescimento do partido» e espera que os famalicenses «possam ver alcançadas as suas pretensões».

Recorde-se que o presidente da Concelhia, Pedro Alves, é o sétimo da lista pelo Círculo Eleitoral do distrito de Braga. Filipe Melo, presidente da Distrital e atual deputado na Assembleia da República, volta a liderar a lista da qual ainda fazem parte mais três elementos indicados pela Concelhia do CHEGA: Teresa Campos, Joana Pinto e João Pedro Castro.