Braga: Idoso fica em estado grave depois de atropelado por autocarro

Um idoso, com cerca de 80 anos, ficou em estado grave, depois de atropelado por um autocarro, em Braga.

Segundo o CM, o acidente aconteceu cerca das 19h00 desta quinta feira, na Rua Padre Cruz.

O homem, depois de assistido pelos Sapadores de Braga, foi encaminhado para o hospital local.

Famalicão: Bombeiros combatem incêndio em Cruz com apoio aéreo

Na tarde desta quinta-feira, deflagrou um incêndio em zona de mato, junto à Rua de Currelos, em S. Tiago da Cruz.

O alerta foi dado às 14h08 e o combate está a ser feito pelos BV Famalicenses, com apoio aéreo e de mais duas corporações da região.

No local estão 22 homens e quatro veículos que combatem as chamas.

Foto arquivo

Famalicão: Um ferido em despiste seguido de capotamento que obrigou ao corte da N206 em Outiz (c/vídeo)

Uma pessoa ficou ferida na sequência do despiste seguido de capotamento de uma viatura, em plena N206, na freguesia de Outiz, em Famalicão.

O acidente deu-se cerca das 13h00 e para o socorro foram acionados os Bombeiros Voluntários Famalicenses.

A vítima, era o condutor da viatura, foi transportada para a unidade de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

CIM divulga Oferta Formativa do Ensino Profissional no território do Ave

A Comunidade Intermunicipal do Ave arrancou, esta semana, com a divulgação da Oferta Formativa do Ensino Profissional para próximo ano letivo. Estão aprovadas 80 turmas, distribuídas por diferentes áreas e cursos profissionais, que poderão ser consultados em Bookletsemmapa_v3 (cim-ave.pt)
Esta oferta é resultado de um processo de concertação intermunicipal da rede de oferta formativa, junto dos municípios e das escolas que integram o território do Ave, seguindo uma estratégia de alinhamento com as necessidades e expectativas empresariais e sociais do território.

Desta forma, a CIM do Ave assume-se como parceiro fundamental na procura da melhoria contínua e estratégica do Sistema Nacional de Qualificações e no reforço da confiança e valorização das modalidades de Educação e Formação Profissional. Aliás, tem sido da responsabilidade desta Comunidade Intermunicipal mobilizar e facilitar a implementação do Modelo de Aprofundamento Regional do SANQ – Sistema de Antecipação de Necessidades de Qualificações, em articulação com a DGEstE, municípios, escolas com ensino profissional e outros agentes que atuam no território, no âmbito da formação profissional.

Desenvolvida em conformidade com o Referencial Metodológico definido pela ANQEP, I.P., esta oferta pretende, ainda, responder às efetivas necessidades do território da NUT III Ave, numa perspetiva de desenvolvimento estratégico, mas sem romper com a capacidade instalada da oferta do território que contempla os municípios de Vila Nova de Famalicão, Cabeceiras de Basto, Fafe, Guimarães, Mondim de Basto, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho e Vizela.

Famalicão: Bombeiros acionados para queimada descontrolada

Os Bombeiros Voluntários de Famalicão foram, na noite desta quarta feira, acionados para um incêndio gerado através de uma queimada.

A situação aconteceu cerca das 23h00, na freguesia de Calendário, e rapidamente foi dada como controlada através da rápida intervenção dos soldados da paz.

Não há registo de feridos.

Distrito de Braga registou 18.419 crimes em 2021

O Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), de 2021, aprovado na reunião do Conselho Superior de Segurança Interna, revela que a criminalidade participada em Portugal registou um ligeiro acréscimo em comparação com 2020, verificando-se mais 2.597 crimes. Ou seja, foram denunciados às forças e serviços de segurança 301.394 crimes, mais 0,9% do em que em 2020 quando se registaram 298.797.

O distrito de Braga, com 18.419 denúncias de crimes, é o quinto distrito com números mais elevados, sendo que Lisboa (72.183), Porto (47.552), Setúbal (28.679) e Faro (20.788) seguem na frente.

A criminalidade violenta e grave registou no ano passado uma descida em comparação com 2020, tendo-se verificado menos 855 crimes. O RASI dá conta de 11.614 crimes violentos e graves, menos 6,9% do que em 2020, quando ocorreram 12.469.

Tal como acontece na criminalidade geral, os distritos de Lisboa (4.619), Porto (1.886), Setúbal (1.234), Faro (707) e Braga (469) registam o maior número absoluto da criminalidade violenta e grave.

Aumenta sinistralidade rodoviária

A sinistralidade rodoviária também aumentou, quase 7% no ano passado, em relação a 2020.

O Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) registou 114.960 acidentes, mais 7.308 do que em 2020 (+ 6,9%), que provocaram 400 vítimas mortais no local do desastre ou a caminho do hospital (mesmo assim foram menos quatro); mas sobem os feridos graves, foram 2.269, mais 273; aumentaram também os feridos ligeiros, com 35.404 pessoas, mais 3.333.