Bancos admitem prolongamento das moratórias

A banca admite uma eventual extensão das moratórias no crédito, mas só para os setores mais penalizados pela pandemia, nomeadamente o turismo e a restauração.

A notícia é avançada pelo Jornal de Negócios que cita a Associação Portuguesa de Bancos. «A eventual consagração de uma tal solução deverá, em qualquer caso, ser dirigida apenas aos devedores cuja atividade continue fortemente condicionada pela crise sanitária e pelas medidas adotadas para a mitigação dos seus impactos», diz a Associação. No entanto, a acontecer o prolongamento, a Associação diz que é preciso garantir que a banca não saia penalizada.

O Ministro da Economia também admite que este é um assunto em discussão.

Recorde-se que as moratórias foram concebidas para aliviar a pressão financeira sobre agentes económicos em dificuldades devido à pandemia.