Balanço semanal da GNR dá conta de 343 detenções e 10.564 infrações de trânsito

A Guarda Nacional Republicana (GNR) indicou hoje que, numa semana de atividades operacionais, procedeu a 343 detenções em flagrante delito, detetou 10.564 infrações ao código da estrada e apreendeu vários tipos de droga, armas e dinheiro.

Segundo o comunicado divulgado, nas operações realizadas entre 12 e 18 deste mês em todo o país, a GNR deteve em flagrante delito 148 pessoas por condução sem habilitação legal, 87 por condução sob o efeito do álcool, 18 por tráfico de estupefacientes, outros 18 por furto e roubo, 14 por posse ilegal de armas e arma proibida, 10 por violência doméstica e três por incêndio florestal.

Em relação ao trânsito, a GNR detetou 3.157 excessos de velocidade, 852 por falta de inspeção periódica obrigatória, 714 relacionadas com tacógrafos, 498 com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização, 425 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, 394 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução, 315 por falta de seguro de responsabilidade civil e 231 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei.

No mesmo período, a GNR apreendeu 2.302 doses de MDMA (metilenodioximetanfetamina, conhecida popularmente como ecstasy, uma substância psicotrópica usada frequentemente como droga recreativa), 1.072 doses de haxixe, 1.056 de cocaína, 255 de liamba e 189 de heroína, bem como 26 armas brancas ou proibidas, 14 armas de fogo, 44 munições, 11 veículos e 6.156 euros em numerário.

O balanço semanal das operações da GNR teve em conta a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, bem como a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional.