Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil escolheu Famalicão para instalar base logística regional

O presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, explicou, esta quinta-feira, em reunião de Câmara, que o município de Famalicão foi procurado pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil para a instalação em Famalicão de um equipamento de apoio regional à proteção civil.

O espaço do Parque de Diversões António Sampaio, em Bairro, «encantou» os responsáveis nacionais, referiu o autarca famalicense. Isto porque este espaço (que será arrendado pela Câmara Municipal por 36 mil euros ano) tem um heliporto, edifício para alojamentos dos operacionais, auditório e outras valências de apoio.

Esta estrutura, que poderá estar a funcionar já no verão, servirá os diversos agentes da proteção civil dos distritos de Braga e Porto e parte dos distritos de Vila Real e de Viana do Castelo.

Paulo Cunha vinca que a ANEPC escolheu Famalicão pela sua centralidade e «é algo que enche de orgulho» Famalicão, disse.

A proposta foi aprovada esta quinta-feira, em reunião de Câmara, com abstenção do PS, que justificou não estar na posse de todas as informações. Nuno Sá perguntou porque não foi escolhida a base logística que os Bombeiros Famalicenses estão a criar em Outiz. Paulo Cunha respondeu que Bairro já tem uma série de equipamentos que seria necessário construir em Outiz. Ainda assim, o presidente de Câmara garante que as duas estruturas não colidem ao nível dos seus interesses e podem continuar a existir simultaneamente.

Além disso, Paulo Cunha explicou que o Parque de Diversões António Sampaio será “devolvido” ao usufruto da população local, nomeadamente os equipamentos desportivos e culturais. Para esta estrutura irão também os serviços municipais da proteção civil.