Atropelamento na ciclovia – Homem identificado pela GNR culpa amigo que denunciou roubo do carro

O homem, identificado pelas autoridades na passada quarta-feira, em Laundos, como sendo o principal suspeito do grave atropelamento de um jovem, que circulava ciclovia Póvoa – Famalicão, descarta responsabilidades e culpa um outro indivíduo, o mesmo que reportou o roubo da viatura horas depois do acidente.

Segundo o Jornal de Notícias, o alegado autor do atropelamento nega que o carro tenha sido roubado, e culpa um amigo, que é o irmão da proprietária do veículo envolvido no grave acidente.

Por sua vez, o amigo agora acusado afirma que, afinal, emprestou o carro ao homem identificado e nada tem a ver com o atropelamento.

Cabe à investigação das autoridades determinar quem conduzia o veículo, sendo que, nenhum dos intervenientes no caso, tem carta de condução.