Associação alerta para urgência da ligação ferroviária à Europa

Associação alerta para urgência da ligação ferroviária à Europa

A Associação Portuguesa para o Desenvolvimento do Transporte Ferroviário considerou insuficientes os recentes investimentos na ferrovia e alertou o poder político para a urgência das ligações ferroviárias à Europa, no âmbito do Portugal 2030.

O presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento do Transporte Ferroviário e Sistemas Integrados de Transportes (ADFERSIT), Tomás Leiria Pinto, considerou que o setor está “atualmente a passar pelas consequências da gestão da CP que os vários poderes políticos fizeram” e do desinvestimento aquando dos anos de austeridade.

Tomás Leiria Pinto salientou, contudo, que a associação não acompanha a “campanha de descredibilização da CP” e apontou soluções para os problemas da empresa, nomeadamente a necessidade de “uma visão comercial integrada, que minimize os atrasos e as supressões de comboios”, e soluções para “a desadequada estrutura oficinal existente”, para que seja reposta “a capacidade operacional” da empresa.

O responsável destacou que o programa Ferrovia 2020 tem permitido algum investimento recente, mas, “infelizmente, ainda insuficiente, como tem sido repetidamente afirmado”.

Leiria Pinto afirmou estar preocupado com a elaboração do Programa 2030, que vai definir os projetos que permitirão a Portugal integrar as redes europeias, e defendeu que, no âmbito do programa, deve ser aprovado “um plano de acão imediato, que permita repor a capacidade operacional da CP mas, simultaneamente, assegure a preservação de um património de conhecimento e experiência, indispensável a garantir a liberalização e o futuro do transporte ferroviário em Portugal”.

Neste sentido defendeu que deve ser dada prioridade às ligações Aveiro-Porto e Guarda-Salamanca, no corredor internacional Norte; ao corredor internacional sul, entre Sines-Lisboa-Setúbal e Évora-Caia-Badajoz; e à ligação Norte-Sul entre a Corunha/Valença (Espanha), Porto, Lisboa e Faro.

“Estas são questões decisivas que não estão a ser devidamente consideradas e que exigem uma maior atenção do poder político em Portugal”, salientou o presidente da ADFERSIT.

A ADFERSIT – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento do Transporte Ferroviário e Sistemas Integrados de Transportes dedica-se à procura de soluções técnicas para os problemas existentes ao nível do sector ferroviário.

Most Popular Topics

Editor Picks