Arcebispo de Braga não quer romagens nem celebrações comunitárias nos cemitérios

D. Jorge Ortiga, Arcebispo de Braga, comunicou, esta terça-feira, que nos dias 1 e 2 de novembro, não serão permitidas romagens e procissões aos cemitérios nem celebrações comunitárias, nestes espaços, por causa da pandemia de covid-19. No entanto, pede às autarquias que, nesses dias, os cemitérios “não sejam totalmente fechados” e que se mantenha “vigilância para impedir concentrações”

Na mensagem publicada no site da Arquidiocese – “Fiéis Defuntos em ano especial” – pede aos sacerdotes que, sem aviso prévio, se desloquem aos cemitérios para que, “pessoalmente e como pastores das comunidades, rezem por todas as pessoas falecidas”.

Quanto às celebrações nas igrejas, D. Jorge permite a sua realização, tendo em consideração a capacidade dos espaços e o cumprimento das orientações da Direção-Geral da Saúde, podendo os padres decidir da necessidade de multiplicar o número das celebrações.