Apoio a quem perdeu rendimento vai depender dos depósitos bancários

O novo apoio da Segurança Social a quem está sem trabalhar vai depender do montante dos depósitos bancários.

Recorde-se que a atribuição do apoio é para os trabalhadores por conta de outrem, trabalhadores independentes, sócios-gerentes, empresários em nome individual e estagiários e informais que tenham perdido a proteção no desemprego, não tenham direito a ela ou registem quebras de faturação significativas. A prestação varia entre 50 euros e 501,16 euros, na generalidade dos casos.

Porém, a atribuição de apoio depende da confirmação dos rendimentos e património familiar que não ultrapasse o limiar da pobreza, e também dos depósitos que essas pessoas tenham no banco. A notícia é avançada esta terça-feira pelo Jornal Público.