Concelho

Alunos da universidade e ensino profissional constroem máquinas idealizadas pelas crianças

Às crianças do 1.º ciclo coube a tarefa de imaginar uma máquina com determinada utilidade, aos mais velhos que frequentam a Universidade e as escolas profissionais coube a árdua empreitada de concretizar a tal máquina. O projeto “MyMachine” decorreu durante o ano letivo 2017/2018, no concelho de Vila Nova de Famalicão, sendo promovido pela autarquia e envolvendo mais de 120 crianças do 1.º ciclo de seis agrupamentos de escolas do concelho e um grupo de alunos da Universidade Lusíada e das Escolas de Ensino Profissional.

Ao todo foram idealizadas e concretizadas seis máquinas. Uma máquina para arrumar os brinquedos; outra para distinguir os “toques”; para arrumar o material escolar; para medir e informar sobre o ruído; para afiar automaticamente os lápis; e, por fim, uma máquina “Colete” para salvar vidas.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “este projeto tem a virtuosidade de aproximar o contacto entre as escolas do 1º Ciclo, as escolas Profissionais e as Universidades, colocando todos a trabalhar no objetivo de dar corpo ao sonho das crianças.”

O MyMachine permite aos mais pequenos “sonhar alto” e obriga os alunos mais velhos ao esforço de simplificarem os processos criativos e de execução, para conseguirem tornar realidade as ideias das máquinas. Máquinas que são sonhadas para resolver problemas do mundo ou do dia a dia, recorrendo à criatividade das crianças e à sua forma simples de encarar a vida.

O projeto junta a esta simplicidade o conhecimento científico e a capacidade tecnológica de instituições de ensino superior e do ensino profissional.

Refira-se que “MyMachine” é um projeto que nasceu em Kortrijk (Bélgica), através da Universidade de Howest, com o objetivo de permitir às crianças do 1º ciclo ver concretizadas as suas ideias de solucionar problemas através da construção de “máquinas”. Em Portugal, a marca institucional é gerida pelo Parque Tecnológico de Óbidos com quem o Município de Vila Nova de Famalicão estabeleceu ligação de parceria para o estender às escolas da sua rede educativa.

O resultado final poderá ser apreciado, brevemente, com o lançamento da segunda edição do MyMachine em Vila Nova de Famalicão.

Previous post

Condutora que atropelou nove pessoas em Famalicão alega estar depressiva

Next post

Pedro Almeida apadrinha Rali Famalicão

Cidade Hoje