AF Braga: Não há descidas no final da época desportiva

A Associação de Futebol de Braga já informou os clubes de como será feita a retoma e conclusão dos campeonatos distritais de futebol sénior. As decisões da AF Braga foram remetidas ao Conselho de Justiça que emitiu parecer favorável.

Assim, em comunicado emitido na tarde desta quarta-feira, a Associação de Futebol de Braga anuncia que a presente época desportiva vai terminar sem despromoções.
O reinício das competições acontece no fim de semana de 8 e 9 de Maio e se algum clube se recusar a concluir a época desportiva, «será desclassificado e alvo de decisão disciplinar em conformidade com o disposto no Regulamento Disciplinar», assegura a direção presidida por Manuel Machado.

Os campeonatos distritais seniores (Pró-Nacional e Divisão de Honra), parados desde janeiro, serão concluídos numa só fase, a uma volta, homologando-se as respetivas classificações.

O campeão do Pró-Nacional será apurado em dois jogos (casa/fora), entre os dois vencedores das duas séries. Serão promovidos a esta divisão, quatro clubes da Divisão de Honra: os vencedores de cada uma das três séries e o melhor segundo classificado. Oito clubes terão direito a subir à Divisão de Honra: os dois primeiros de cada uma das quatro séries da 1.ª Divisão.
Com as alterações anunciadas, na próxima época, o Pró-Nacional terá 28 equipas, divididas em duas séries; a Divisão de Honra terá 40 clubes, em três séries, duas de 13 clubes e uma de 14 clubes;
Sobre os distritais de futsal, a direcção da AF Braga aguarda as decisões da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) no que diz respeito aos Campeonatos Nacionais, de forma a adequar as respetivas provas.
A possibilidade da Federação Portuguesa de Futebol permitir novo prazo para inscrição de jogadores pelos clubes que viram a sua atividade suspensa, a AF Braga limitou o número de novas inscrições a três no futebol de 11 e a duas no futsal, sendo que um dos novos atletas a inscrever tem de ser um guarda-redes.
Nesta comunicação aos clubes, o organismo que tutela o futebol distrital assinala que «todas estas decisões estão dependentes da evolução epidemiológica no País e no Distrito», pelo que apela ao cumprimento rigoroso das regras em vigor, para que o regresso à atividade aconteça nas datas definidas pelo Governo.