Abertas candidaturas ao Prémio de História Alberto Sampaio

O prémio, instituído pela Academia das Ciências de Lisboa, pelos Municípios de Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão e pela Sociedade Martins Sarmento, tem por objetivo homenagear o historiador Alberto Sampaio e incentivar o estudo e a investigação histórica em Portugal.

Este prémio, com um valor monetário de 6 mil euros, destina-se a premiar um estudo de investigação histórica, no âmbito da história económica e social portuguesa, ou no âmbito de outros domínios historiográficos associados ao legado de Alberto Sampaio.

Os estudos, a enviar para a Academia das Ciências de Lisboa, podem resultar ou ter por base trabalhos académicos, nomeadamente dissertações de mestrado ou teses de doutoramento, desde que respeitem o regulamento, disponível para consulta no portal do município famalicense.

Os estudos devem ser inéditos, em língua portuguesa, com uma extensão compreendida entre 20 mil palavras (mínima) e 40 mil palavras (máxima).

Recorde-se que em 2020, o Prémio de História Alberto Sampaio foi arrecadado por Alice João Palma Borges Gago, mestre em História Medieval pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com o trabalho “Gentes do Norte pela própria voz. Arquivos de Família da Região de Guimarães – Porto, séculos XV-XVII”.