A Rita tem um cancro há seis anos e pede ajuda para fazer tratamentos não comparticipados pelo estado

A bracarense Rita Magalhães, de 31 anos, luta desde os 25 contra um cancro da mama e, ao fim de seis anos de luta, fez um apelo público para se poder submeter a um tratamento inovador.

O cancro da mama triplo negativo que me foi diagnosticado é o mais raro e agressivo dos cancros de mama.

Esta nova fase que Rita espera alcançar, por falta de apoios estatais, está dependente da boa vontade dos portugueses. O tratamento, a realizar-se no Hospital da CUF, em Coimbra,

Numa fase inicial, para testar a reação aos tratamentos, farei 10 ciclos de hipertermia local. Estes tratamentos não são comparticipados e cada um custa 175€

Os interessados em saber mais sobre a história de vida desta bracarense pode aceder à página gofundme criada para a angariação de fundos.

Já perto de 200 pessoas ajudaram Rita Magalhães com cerca de 9 mil euros doados.

Se desejar deixar o seu contributo aceda a esta ligação.