A história da Vieira tem muito sabor

Aos 75 anos a Vieira continua a revelar sinais de vitalidade, confiança e visão de futuro. Um diagnóstico próprio de uma empresa com um ADN de permanente audácia e arrojo.

A 21 de março de 1943 é inaugurada a Confeitaria A. Vieira de Castro, em edifício adquirido em 1942 por António Vieira de Castro, junto ao Hotel Garantia, em pleno centro da cidade de Vila Nova de Famalicão, onde já se encontrava instalada a Casa Cardoso. Assim começa a história da Vieira de Castro.

O maior fabricante português de bolachas, amêndoas e rebuçados, que tem as suas unidades de produção na freguesia de Gavião, concelho de Vila Nova de Famalicão, está a comemorar 75 anos.

Para assinalar a data, a marca da antiga Vieira de Castro, fundada pelo empreendedor famalicense António Vieira de Castro, em meados do século XX, edita um livro com o resumo da sua atividade desde 1943.

Com o título “A História do Nosso Sabor”, a publicação foi lançada em ambiente de festa, num encontro que decorreu no passado dia 21 de março, à noite, na Casa da Música no Porto, na presença dos atuais e anteriores colaboradores, familiares, parceiros e amigos da Vieira, marca a que a terceira geração da família Vieira de Castro, nos últimos anos, conferiu dimensão internacional.

A Vieira investiu, nos últimos anos, 20 milhões de euros, e mantém os planos de expansão para assegurar o seu crescimento sustentado. Prevê fechar o exercício de 2018 com uma faturação próxima dos 38 milhões de euros.

“Diferenciando-se pelo seu saber-fazer de 75 anos de experiência na produção, comercialização e distribuição de produtos de confeitaria, e pelo seu enraizamento no ‘coração do Minho’ – no Norte de Portugal – e nas suas tradições, a Vieira de Castro ganha, desde a sua origem, uma identidade singular que se afirmará, ao longo da sua trajetória, pela qualidade dos seus produtos e serviços.’ Excerto da obra “A História do Nosso Sabor 1943 – 2018”.

Famalicão: Acidente condiciona o trânsito na N206 em Outiz

Um acidente de viação, ocorrido cerca das 10h30 desta segunda-feira, está a condicionar a normal circulação automóvel na N206, em Vila Nova de Famalicão.

O sinistro deu-se em plena Avenida Dom Afonso III, na entrada da freguesia de Outiz.

Conforme é visível na imagem enviada à Cidade Hoje, há um veículo que se encontra parado na faixa do sentido inverso.

Não há informação da existência de feridos.

Famalicão: Hoje há festa de verão e da cerveja em Sezures

Na tarde deste domingo, realiza-se a festa de verão e da cerveja, na Capela de S.Vicente em Sezures, Famalicão.

A iniciativa arranca às 15h com muita animação musical, a começar com grupos de concertinas e a prosseguir com DJ.

Simultaneamente, no mesmo recinto, decorre o primeiro encontro de concertinas.

 

 

 

FC Famalicão perde troféu Teresa Herrera nas grandes penalidades

A equipa do FC Famalicão perdeu, este sábado, o troféu Teresa Herrera, prestigiada competição que, no plano feminino, vai na décima edição.

A equipa famalicense esteve a vencer o RC Deportivo de La Coruña por 2-0, mas a equipa espanhola logrou chegar ao empate que prevaleceu até ao final do tempo regulamentar.

A decisão foi para as grandes penalidades e o Desportivo foi mais certeiro, com vitória 5-3 sobre as famalicenses.

Famalicão: Autarquia conta com equipamento para tratar do novo piso do centro da cidade

Para fazer face a todas as exigências em termos de limpeza do renovado centro urbano, a Câmara Municipal de Famalicão passa a contar com um novo equipamento, um Aspirador Urbano Elétrico.

Numa nota publicada nas redes sociais, a autarquia refere que este é um equipamento amigo do ambiente, com capacidade de armazenamento de 240 litros, apto para lavagens de manchas e sujidade, bem como aspiração de resíduos sólidos de pequena dimensão.

Famalicão: Ana Marinho vence prova em Espanha

Na manhã deste sábado, a atleta da Escola de Atletismo Rosa Oliveira venceu a décima primeira edição da Carreira Pola Praia, na Galiza.

Ana Marinho venceu a geral, cumprindo os 6kms na Praia América à frente de quatrocentos participantes e repete o triunfo da edição anterior.

Ainda da escola joanense Bruna Ortiga venceu em sub-23.

Rosa Oliveira foi a mais rápida entre as veteranas 55.