Famílias famalicenses não pagam manuais escolares até ao 7.º ano de escolaridade

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão vai alargar a gratuitidade dos manuais escolares ao 7.º ano de escolaridade, cedendo a todas as famílias os livros das disciplinas nucleares de Português, Matemática, Língua Estrangeira I e II, História, Geografia, Ciências da Natureza e Física e Química. A medida que entra em vigor já a partir do próximo ano letivo 2018/2019 abrange um universo de cerca de 1500 alunos, implicando um valor estimado municipal de 176 euros por cada aluno.

Para além dos livros do 7.º ano, a autarquia mantém a oferta das fichas de trabalho a todas as crianças do 1.º ciclo do ensino básico, beneficiando perto de cinco mil crianças. No total, o município investe cerca de 400 mil euros em manuais escolares.

“É um investimento fundamental na educação e nas famílias de Vila Nova de Famalicão”, afirma o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que fala numa“medida revolucionária” para o futuro do concelho.

O apoio municipal surge depois de o Governo ter assegurado o empréstimo dos manuais ao 1.º e 2.º ciclo, abrindo assim o caminho da autarquia famalicense para reinvestir a verba destinada à educação no 7.º ano do 3.º ciclo.

Isto significa que uma família com um filho no 1.º Ciclo do Ensino Básico e outro no 7.º ano vai poupar cerca de 210 euros, em Famalicão, com a aquisição dos livros escolares.

Mas os apoios não se ficam por aqui, sendo que o município disponibiliza ainda uma verba de 10 mil euros para aquisição de livros para o Banco de Livros Escolares, destinado ao empréstimo de manuais a famílias com filhos noutros ciclos de ensino (8.º ao 12.º), que não disponham de condições financeiras para os adquirir.

“São um conjunto de medidas amigas das famílias, que cumprem um papel social fundamental na fixação das populações e no melhoramento da sua qualidade de vida” refere Paulo Cunha, acrescentando que “ao libertarmos as famílias destes encargos com a educação dos filhos, estamos também a promover o bem-estar e a incentivar a natalidade”.

Refira-se que ao longo de quinze anos, a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão ofereceu os manuais escolares e fichas de apoio a todas as crianças do 1.º ciclo do ensino básico no concelho, tendo sido a primeira Câmara do país a adotar a medida que é uma realidade em Famalicão desde o ano letivo 2001/2002. Em 2017/2018, a autarquia cedeu os manuais aos alunos do 5.º e 6.º ano e agora chega ao 3.º ciclo.

F.C.Famalicão perde em casa com o S.C. Braga (0 – 3)

O Futebol Clube de Famalicão estreou-se esta época em casa com uma derrota, diante do S.C. Braga.

Os golos foram somente apontados pela equipa visitante, aos minutos 13, 19 e 79.

Na classificação, ao fim de duas jornadas, o Futebol Clube de Famalicão continua sem pontuar no campeonato.

Famalicão: Capitão Fausto animaram Dia da Juventude no Devesa Sunset

Os Capitão Fausto marcaram presença, esta sexta-feira, na iniciativa da Câmara Municipal “Devesa Sunset”.

A banda de Lisboa, formada em 2009, atuou ao final da tarde, no Parque da Devesa, diante de um público maioritariamente jovem que, depois de uma tarde nas piscinas municipais, continuaram a divertir-se neste espaço verde.

Veja algumas das imagens divulgadas pelo município:

Famalicão: Estacionamento indevido junto ao Parque da Devesa provocou bloqueio total do trânsito

Um elevado número de carros indevidamente estacionados, na Rua Fernando Mesquita, junto ao Parque da Devesa, provocou o bloqueio total do trânsito automóvel, ao final da tarde desta sexta-feira.

À nossa redação condutores relataram ter estado durante um largo período de tempo encurralados na fila de carros que entretanto se gerou.

O bloqueio do trânsito terá sido provocado pelo facto de existirem carros estacionados indevidamente nos dois sentidos daquela rua. Este tipo de estacionamento é, porém, habitual, no entanto apenas num dos sentidos.

A GNR esteve no local.

Famalicão: Já abriu ao trânsito a Rua Capitão Manuel Carvalho com via partilhada

Abriu ao trânsito esta sexta-feira a Rua Capitão Manuel Carvalho, no centro da cidade de Vila Nova de Famalicão.

A rua esteve nos últimos meses a ser alvo de uma intervenção profunda, sendo que agora funciona com o conceito de via partilhada.

Segundo a autarquia, a via passa a ser partilhada por peões e veículos, onde vigoram regras especiais de trânsito, entre elas, a prioridade do peão.

O acesso ao parque de estacionamento da Praça D. Maria II, tanto entrada como saída, passa a ser feito exclusivamente pela Rua Capitão Manuel Carvalho.

Obras em Famalicão: Vasos vandalizados durante a noite. Presidente da Câmara repudia vandalismo

Estão a entrar na fase final as obras no centro da cidade de Vila Nova de Famalicão.

Recentemente a autarquia colocou, em torno da Praça D.Maria II, dezenas de vasos que vão embelezar o espaço, no entanto, na última noite, esses mesmos vasos foram vandalizados.

Numa breve nota publicada nas redes sociais, o edil famalicense, repudiou o ato que “ não dignifica ninguém “.