17 anos de prisão para professora que matou noivo

O Tribunal de Lisboa condenou esta segunda-feira, 12 de março, Fernanda Baltazar a 17 anos de prisão.

A professora de 36 anos foi acusada de ter assasinado em dezembro de 2016 o noivo com recurso a medicamentos e gelo seco, uma técnica muito utilizada em séries e filmes.

Fernanda Baltazar terá ainda que indemnizar a familia do seu ex companheiro, Hugo Oliveira, natural de Requião, em 60 mil euros.

Os advogados das duas partes já fizeram saber que vão recorrer da decisão.